cafe.jpg

Prós e contras do consumo de café

16 Flares Twitter 5 Facebook 11 Email -- Google+ 0 16 Flares ×

Você sabia que o café é a segunda bebida mais consumida no país? Mas apesar de perder uma posição para a água, continua sendo a preferência nacional. Isso é o que mostra os dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), divulgados recentemente no Portal Brasil.

E não é de se espantar. Onde quer que você vá, encontra-se pelo menos uma garrafa térmica com essa bebida. Estabelecimentos comerciais, bancos, escritórios, empresas de pequeno, médio e grande porte, enfim, lugares como esses sempre oferecem aos seus colaboradores e visitantes café bem passado.

Só que reza a lenda que o seu consumo traz, além de benefícios, malefícios à saúde. Mas será? Pensando nisso, listamos os prós e contras do café, a fim de desmitificar o uso diário dessa bebida. Confira!

Benefícios do consumo de café

Não tem problema tomar café diariamente. Já diria o renomado médico Drauzio Varella que “podemos tomar até cinco cafezinhos por dia, sem culpa nenhuma”. Inclusive, esse consumo moderado e constante de café traz inúmeras vantagens à saúde humana. Dentre elas, podemos destacar:

Menor risco de mortalidade

Além de melhorar a expectativa de vida, reduz a incidência de doenças graves e degenerativas, tais como:

  • Alzheimer e Parkinson;
  • Câncer nos aparelhos reprodutivos (masculino e feminino);
  • Depressão;
  • Câncer de pele;
  • Diabetes tipo 2.

De acordo com a revista Archives of Internal Medicine, infartos fatais são menores naqueles que tomam café frequentemente, se comparado aos que não fazem uso dessa bebida.

Maior prevenção

Para quem tem problema de fígado, o consumo rotineiro de café reduz os sintomas, bem como previne o surgimento de doenças nesse órgão. Dentre elas:

  • Cirrose hepática;
  • Doença auto-imune;
  • Doença esteatótica não-alcoólica do fígado (NAFLD).

Inclusive, tomar café diariamente diminui o risco de suicídio, conforme pesquisa realizada na conceituada universidade americana de Harvard. Afinal, a bebida é um excelente antidepressivo natural, capaz de auxiliar na produção de dopamina, serotonina e noradrenalina, neutransmissores ótimos para melhorar o humor. Para conhecer as 10 razões para você tomar café todos os dias, clique aqui.

Mais força e concentração

Por ser um antioxidante, o café ajuda no desenvolvimento cerebral, evitando danos nesse importante órgão. De acordo com a pesquisa da Universidade Johns Hopkins, o consumo moderado da bebida faz muito bem à memória. O principal componente é a cafeína, que melhora no processo cognitivo a longo e médio prazo.

Além disso, traz força e concentração. Por exemplo, tomar uma xícara de café em jejum aumenta o nível de energia, bem como os níveis sensorial e mental. Conclusão: facilita na atenção e no aprendizado.

Para os atletas, principalmente, ajuda na circulação sanguínea e na reserva de “combustível”, proporcionando maior absorção e queima de gordura nos músculos. Ou seja, a ingestão de café otimiza o desempenho e a resistência durante a prática do esporte.

Menos estresse e mais bem-estar

Um estudo da Universidade de Brasília mostrou que uma das proteínas do café tem efeito tranquilizante. Em outras palavras, suas propriedades analgésicas naturais possuem o mesmo efeito da morfina, combatendo o grande mal da vida cotidiana: o estresse. Segundo pesquisadores brasileiros da Rede Labs D’Or, não existe substância mais rica em aroma como o café, capaz de apenas com seu cheiro despertar sensações e bem-estar às pessoas.

Visite o post 6 benefícios do café para a saúde e conheça outros benefícios da bebida.

Malefícios do consumo do café

Nem tudo são flores. Até mesmo o café possui efeitos prejudiciais à saúde, tais como:

  • Insônia;
  • Nervosismo;
  • Alteração do ritmo cardíaco;
  • Aumento dos níveis de colesterol;
  • Intoxicação;
  • Transtorno mental temporário;
  • Desconforto gastrointestinal.

Mas medidas simples podem evitar os malefícios do uso dessa bebida. Dentre os cuidados essencias, podemos elencar:

Consumo moderado

Assim como a água, o café precisa ser ingerido com moderação. Por isso, o uso em excesso desencadeia os problemas elencados acima. Então, cuidado para não passar de cinco xícaras pequenas por dia, ok?

Atenção às restrições de uso

Crianças e idosos precisam diminuir o consumo de diário café para 300 mg. Isso porque essas faixas etárias têm mais sensibilidade à cafeína. Inclusive, mulheres na menopausa e na gravidez precisam restringir sua ingestão, principalmente pelos efeitos colaterais que o corpo sofre nesses períodos.

Recomendações essenciais

Agora, para quem sofre de insônia, é recomendado parar de beber café durante a noite. Já aqueles que possuem problemas gastrointestinais, o aconselhado é não tomá-lo de estômago vazio. Nos demais casos, é só consumir moderadamente, sempre filtrando o pó ou os grãos moídos de café.

Gostou de saber sobre os prós e contras do consumo de café? Então, pegue sua xícara e passe a bebê-lo com moderação!

Se desejar ler mais sobre o assunto, visite o post Verdades e mitos sobre o café.

 

H - Botão Conversão Comparativo de MáquinasBANNERS-600