veja-como-aperfeicoar-as-suas-doses-de-cafeina.jpg

Tradição e modernidade: aumentando os rendimentos do cafezinho

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- Google+ 0 0 Flares ×

Não importa a ocasião ou o horário do dia, saborear um cafezinho fresco, no ponto, é uma das sensações mais agradáveis. Mesmo diante da correria da vida moderna, damos um jeito de parar em algum estabelecimento que tenha um café gostoso.

Seja qual for o estabelecimento, o êxito na venda do cafezinho está sustentado sobre um alicerce composto por equipamento adequado (máquina do café expresso); qualidade do produto (café); treinamento com o funcionário responsável por operar a máquina (atendimento eficaz); rendimento (produtividade e padronização do serviço); e o resultado final (venda).

Este mercado competitivo desafia à inovação. E o principal desafio é encontrar os pontos ideais de investimento, para que substitua sua estrutura pouco produtiva para uma mais rentável.

Alguns conceitos devem ser adotados pelo empreendedor para que as possibilidades de crescimento sejam maiores, como padronização do atendimento; conhecimento do perfil do produto (neste caso, entender qual preparo do café se encaixa melhor ao seu propósito comercial); os rendimentos obtidos pela eficiência atingida (aumento de lucratividade pelo ganho de eficiência e redução de custos nas bebidas).

Acerte os pontos ideais do café e do investimento

Buscar o ponto ideal do investimento pode não ser tão simples quanto parece. Direcionar o negócio na mesma medida que o bom sabor do cafezinho merece atenção para as exigências deste mercado que, como muitos outros, cria uma série de demandas conforme seu público.

Optar pela automatização é um caminho cujo objetivo é servir um número cada vez maior de pessoas com o mesmo nível de qualidade. Um processo automatizado significa um produto final com maior competitividade devido a fatores como padronização do processo e produto, rapidez de produção, produção programada e contínua, diminuição de desperdício e menor tendência ao erro.

Para incorporar credibilidade e qualidade ao processo e ao produto final, esta área de alimentos, por exemplo, é constantemente cercada de cuidados com a higiene devido à distância a ser mantida entre o contato humano e o produto.

Diante destas condições trazidas pelo mercado, torna-se inviável desde o ponto de vista econômico, bem como de processo, oferecer o serviço de café coado, tal qual foi tradicionalmente disseminado pelos nossos avós. A venda do café em máquina, o tradicional expresso, envolve os mais diversos benefícios no momento de agregar valor ao seu produto, seja no varejo, seja na apresentação de seu modelo de negócios ao seu cliente.

Modernização aliada à lucratividade

A mudança nos hábitos de consumo da classe média e a tradição histórica e cultural na produção cafeeira abriram espaço para um mercado cada vez mais exigente. A disposição em modernizar-se tem como objetivo atender um consumidor que busca mais do que a experiência de saborear um bom café. Confira alguns dados sobre a mudança nos hábitos de consumo no post Café fora do lar.

Pegando carona com todos os atributos ligados à modernização e que foram apresentados até aqui, a lucratividade é o indicador da relação dos ganhos obtidos através do trabalho desenvolvido e, consequentemente, a eficiência com a qual foi desempenhada.

Esta capacidade produtiva dependerá de como o empresário inserido neste setor administra e planeja estes dois processos, tão interligados nos negócios.

Explorar este ramo de atuação é uma ótima oportunidade de negócios. Aliar tradição e modernidade, planejando o investimento com muita pesquisa e dedicação, tornam o resultado tão saboroso quanto um cafezinho. Veja algumas dicas sobre como administrar uma cafeteria em 5 características de uma boa cafeteria.

H - Botão Conversão Comparativo de Máquinas

BANNERS-600