Os “5 Ms” do café expresso

37 Flares Twitter 0 Facebook 37 Email -- Google+ 0 37 Flares ×

Baristo Café

Tudo o que é feito tem uma fórmula ou um segredo a ser desvendado – e no caso do café expresso não é diferente. O prazer puro de uma bebida inigualável só é conseguido se for servido assim que torrado, otimizando suas propriedades. Mas é o segredo dos “5 Ms” que faz com que o café expresso possa ser apreciado em toda a sua plenitude:

1 – Matéria-prima
Tudo começa com uma mistura perfeita de grãos, que devem ser selecionados frescos e ter torra uniforme. É possível fazer várias misturas que ficam a gosto do consumidor, já que as próprias torrefações têm produzido diferentes linhas de café como o gourmet e o café expresso, com particularidades bem definidas de aroma e sabor.

Já a água, outra matéria-prima do café expresso, também deve ser de boa qualidade, sem muito cloro ou demais substâncias que possam alterar o resultado final, por melhor que seja a mistura de grãos.

2 – Moagem
O moinho deve ser específico para o café expresso e deve ser moída apenas a quantidade exata para cada utilização – os grãos devem ficar guardados em um recipiente bem vedado, garantindo sua integridade. É preciso encontrar o grau de moagem ideal: conte 30s a partir da saída do café pela cafeteira de expresso e verifique como foi a extração. Se você tiver conseguido entre 40 ml e 50 ml de um café consistente e uniforme, está perfeito. Caso contrário, continue testando outros graus. Amplie seu conhecimento sobre café acessando também o post Conheça os tipos de grãos de café.

3 – Maquinário
A máquina utilizada para preparar o café também deve ser de qualidade. Ela pode ser uma máquina automática (pré-configurada de forma padrão, prepara a bebida ao acionar um botão) ou uma máquina profissional (aquelas que encontramos em diversas cafeterias, que precisam ser operadas manualmente por um Barista ou por um funcionário que entenda sobre preparo de café). As características podem variar conforme o modelo e o fabricante. O ideal é que sejam configuradas para extrair o café em 25 a 30 segundos e sob 9 bar de pressão. Para entender mais sobre as vantagens de cada tipo de máquina, entre em contato com a Baristo!

4 – Manutenção
É imprescindível que seja feita uma limpeza eficiente periodicamente em todos os compartimentos da máquina para que não haja acúmulo de resíduos que possam prejudicar seu funcionamento ou a qualidade do café extraído. Além do mais, sempre que ocorrer algum problema no funcionamento da máquina, deve-se contatar um técnico especializado para concertá-la, a fim de evitar danos.

5 – Mão de obra
Como são pessoas que controlam este processo, não adianta um maquinário perfeito se o responsável não tiver conhecimento e sensibilidade para lidar com todas as nuances da arte do café expresso perfeito. É preciso investir no treinamento e qualificação dos funcionários para que a bebida servida corresponda à expectativa dos clientes que esperam que ela seja feita com qualidade.

E então, você já conhecia todos esses detalhes sobre o café expresso? Deixe o seu comentário!

Conheça também outras bebidas que podem ser preparadas a base do café em Café e seu sabor em diversas variações da bebida

BANNERS-600